Gabriela – 11 Meses

Gabriela – 11 Meses

Chegamos aos 11 meses dessa picota que agora estica a olhos vistos! <3 Gabriela interage, brinca, não quer dormir de dia, mama bastante, tem 6 dentes e ensaia os primeiros passinhos. Tem dias que come, dias que não tá afim, adora água (pra beber e pra brincar!), acorda muito de madrugada e tem picos de crescimento/saltos de desenvolvimento que agitam as noites aqui em casa.

No fim de novembro fizemos nossa primeira viagem de avião com Gabi. Fomos ser padrinhos de casamento em Olinda – PE. Eu estava um pouco tensa, já sabendo que ela anda bem agitada, procurando coisas para mexer e descobrir o tempo inteiro. Na ida, apesar de o avião estar bem quente quando entramos (só ligaram o ar-condicionado quando fecharam as portas, né VoeGol?!) ela ficou um pouco agitada nesse início, mas aceitou ir pro peito mamar na decolagem e dormiu. Só acordou faltando uns 5 minutos para pousarmos em Recife. Na volta, a Gol nos fez passar um monte de contratempos para fazer o check-in (eu nem sabia que não era possível fazer check-in on-line quando se viaja com crianças. Faz sentido, mas aprendi no dia de viajar) e então, Gabi ficou beeeem agitada e nada conseguia prender a atenção dela por mais de 2 minutos. Foi puxado mas ainda bem que esse voo só durava 1 hora! Lá em Olinda, fomos ao casamento dos nossos compadres e ela entrou conosco na igreja dormindo lindamente no sling com o Rodolfo. Acordou na hora que a noiva entrou e aí tivemos que fazer um revezamento entre assistir a cerimônia e passear com Gabi fora da igreja. Normal, né?! Foi tudo lindo e um passeio inesquecível relembrando as aventuras que já fizemos pelas ladeiras!

No Natal, Gabriela teve a primeira gripe pesada. Ficou molinha, febre de 38/39 graus por quase 4 dias sem passar, teve que ir pra emergência, tomar antibiótico e fazer fisioterapia respiratória. Em seguida eu e os avós dela também pegamos essa mesma gripe. Enfim…um fim de ano beeem animado. #sqn

Uma coisa que tem me incomodado é que eu tenho percebido ao longo desses meses que nós, adultos, criamos muitas expectativas no desenvolvimento das crianças. Desde os 6 meses da Gabi, vou alguns dias pela manhã cedinho com ela no sling ao supermercado e seeeempre ouço pitaco ou alguma pergunta do tipo: “Já come?”, “Já fala?”, “Já anda?”, “Já chama mamãe?”, “Já dorme a noite toda?”, “Ainda mama?”, “Vai mamar até quando? Depois de um ano o leite do peito é fraco…” Minha gente…calma! Bora trabalhar essa ansiedade né?! Bora se atualizar também! Eu acompanho de perto muitos bebês e percebo que cada um tem seu próprio ritmo de desenvolvimento. Se os pais percebem ou acham que algo está errado, é bom buscar ajuda especializada, mas existem períodos médios para cada bebê alcançar suas conquistas.

Por aqui Gabi ainda acorda muito de madrugada, na maioria das vezes só quer ficar comigo (e mamando). Não decidi quando vamos fazer o desmame, mas tenho fé que daqui pros 18 anos ela não vai querer mais! hehehe 😀

Inclusive quero relatos “dazamigas” mães que já passaram por essa fase. Como vocês fizeram? Esse é um assunto que ainda não me aprofundei.

Enfim, estamos aproveitando cada segundo de sapequice dessa baby, construindo juntos boas lembranças e registrando tudo – sempre que dá!! 🙂

Comente! :]


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *